Ideário

Princípios Básicos

Este Ideário fundamenta-se:
- No direito e no dever que a Igreja tem de exercer uma missão evangélica em centros educativos próprios, ao serviço das famílias que, livremente, os escolham.
- No direito que todas as pessoas têm a uma educação adequada às próprias capacidades.
- Na criação de um espírito de comunidade educativa que se preocupe, fundamentalmente, com o desenvolvimento do processo educativo, responsabilizando--se, comunitariamente, pelos vários aspetos da vida do colégio.

Características Principais e Próprias do Jardim Flori

Identidade

Pela sua opção educativa e evangelizadora, o Jardim Flori identifica-se como um serviço cristão, integrando-se no esforço comum para alcançar o desenvolvimento pleno das pessoas em Jesus Cristo, em cooperação com os pais. O Jardim Flori, com as finalidades propostas, programa a sua ação para despertar e promover o desenvolvimento integral da pessoa, sob uma formulação cristã segundo o espírito missionário e dominicano.

Comunidade educativa

Para alcançar estes objetivos, o Jardim Flori organiza-se como comunidade educativa, integrada por todas as pessoas que nela colaboram na educação. Pais, professores, Irmãs, membros do pessoal não docente e alunos, todos são chamados a uma participação responsável e ativa, no âmbito das suas próprias funções. Todos e cada um são responsáveis e solidários neste trabalho conjunto.

Os professores, conscientes da importância da sua missão:
- assumem o compromisso, dentro da comunidade educativa, de serem profissionais competentes, assim como testemunhas da fé cristã e da justiça;
- empenham-se no desabrochar integral dos alunos, desenvolvendo-lhes a maturidade para tomarem decisões pessoais e comunitárias responsáveis;
- procuram ter um espírito criativo e avaliativo que permita, no futuro, dar soluções adequadas a cada situação;
- preocupam-se com a sensibilização de todos para a qualidade dos valores humanos e a construção de um mundo novo e melhor.

A comunidade educativa, consciente da sua colaboração numa obra da Igreja e da sociedade, tenta criar um clima cristão de reflexão e ação, cujo fim é orientado para a educação. Esta, segundo a nossa perspetiva:
- deverá estar justificada pelos princípios evangélicos que a vitalizam;
- suscitará uma resposta dinâmica e alegre na fé católica;
- procurará uma progressiva maturidade cristã, favorecendo a sua integração nas comunidades de fé, ajudando a partilhar a vida de fé com os outros membros da Igreja local.

Estilo Educativo

No Jardim Flori, as crianças são convidadas a percorrer um caminho orientado por ações pedagógicas e interpessoais que se baseiam na promoção da verdade, da solidariedade e da competência.
Partilhando os valores das Irmãs Missionárias Dominicanas do Rosário, o trabalho do colégio assenta em pilares de reflexão, criatividade, compreensão e convivência saudável. Fundamentam-se as relações interpessoais num acolhimento natural e simples, num espírito de família e confiança e num compromisso de criar laços fraternos que façam do Jardim Flori um espaço onde se viva a amizade, a alegria e o compromisso.

Metodologia

Entendemos que a escola deve incutir nos alunos o espírito de cooperação e a capacidade de trabalhar em equipa, numa perspetiva direcionada para a multiculturalidade e para o reconhecimento e aceitação das diferenças.
Consciente dos desafios educacionais do século XXI, o Jardim Flori tem tentado focar as suas práticas educativas em estratégias diferenciadas, apelando a uma maior participação dos alunos no processo de aprendizagem.
A Aprendizagem Baseada em Projetos (ABP) implica uma união inseparável entre o aprender e o fazer, estando relacionada com a exploração do contexto e a criação a partir da experimentação. Mais do que expor conteúdos de forma vertical, pretende-se que o educador/professor seja um orientador para que os alunos pesquisem e organizem as suas descobertas, desenvolvendo a autonomia, a curiosidade e a capacidade de resolução de problemas.
Assim, é necessário estimular a imaginação e incentivar os alunos a procurar soluções, procedendo à aplicação prática da informação recolhida de modo a obter um produto final. É desejável que todo este caminho seja pautado por um trabalho colaborativo e transversal, onde a experiência tem o papel principal.
Neste sentido, o trabalho de projeto será cada vez mais incrementado, uma vez que é uma metodologia que responde, de uma forma muito completa, às nossas preocupações e objetivos em termos educativos. Traduz-se numa pedagogia ativa com base no conhecimento científico, na dimensão humanista e na vivência democrática, através do desenvolvimento de competências chave como criatividade, a comunicação e o equilíbrio emocional.